sexta-feira, janeiro 06, 2006

Acaso

Você bate os olhos em algo e se apaixona. Assim, sem mais nem menos. Sem explicação. Mais ou menos como aquela sensação de encontrar um conhecido no meio de uma multidão e longe de casa. Mesmo que seja um inimigo. Então você vai atrás, procura conhecer, se aproximar, se envolver, talvez inconscientemente buscando explicar a paixão, o anseio, a Alegria. E aos poucos vai se descobrindo, se encontrando nos fragmentos que vai conseguindo juntar. Às vezes leva tempo, sabe como é, o mundo precisa girar. E você se perde no caminho, o coração esfria, a razão esquece, o acaso age. Até chegar onde você tem que chegar. Até entender e, mais do que entender, saber que não está sozinho e que nada acontece por acaso.

6 comentários:

  1. Iiiuupiii, José! É isto. É isto. Vc acertou... :)

    ResponderExcluir
  2. Gostei da analogia de encontrar um conhecido longe de casa...

    Cara, eu sabia que a Martins Fontes ia começar a publicar os livros depois que saísse o filme. Que demora! Mas pelo menos eles já fizeram alguma coisa...

    Eu já li Os Quatro Amores. MARAVILHOSO!!! Eu realmente amei este livro. E tenho Milagres. Mas vou mesmo procurar Cartas do Diabo e Cristianismo Puro e Simples. Valeu pela dica. Estou indo hoje mesmo na saraiva pra ver se descolo alguma coisa!

    Tem tanta coisa boa pra se ler no mundo, né? Que chato que temos uma vida fora dos livros e que não dá pra só lermos o tempo todo...Se tem uma coisa que me frustra, é pensar que eu vou morre, ou Jesus vai voltar, sem eu conseguir ler todos os livros do mundo!

    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Muito bom! um abraço carinhoso, Aline

    ResponderExcluir
  4. "Dorei" esse texto...sabe que faz sentido???? Meu nome é Dani Vitrolinha, eu havia abandonado essa vida de blog, mas morri de saudades e voltei, depois vai lá me conhecer ok? vamos manter contato, super beijo!

    ResponderExcluir
  5. Talvez em concordância com Renato Russo? "Quem um dia irá dizer que existe razão pras coisas feitas pela coração? E quem irá dizer que não existe razão?".
    Bastante bom esse texto. Não queria ser tão exultante quanto a Claire, mas é, é, parece que você acertou, sim ^^

    ResponderExcluir
  6. Anônimo9:24 PM

    Sim, provavelmente por isso e

    ResponderExcluir