quinta-feira, junho 23, 2005

Vai, conquista o mundo

Talvez assim

Vai compreender

Que mais profundo se torna

Quanto mais longe se vai, a dor

E quanto mais se tem

Mais faz falta

Aquilo que nem o amor

Pode fazer

Apenas querer

Tentar entender, por que

Se ama tanto

Se quer tão bem

Se recebe de volta

Apenas desdém

12 comentários:

  1. No comments!!!!

    Bjs

    P.S.: Depois a Thams me falou que jah tinha postado a musica no blog. hehehe

    ResponderExcluir
  2. Por quê, por quê, por quê - pergunta sem resposta, mas a gente é só humano e não cansa de perguntar...

    ResponderExcluir
  3. É bom, é bom, hehehe... Bjs e bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  4. n sei o que será de mim, quando o meu outro eu perceber que eu me questiono tanto assim. beijo, josé.

    ResponderExcluir
  5. eu tb queria entender tanto...

    ResponderExcluir
  6. Mas quem pergunta e quem desdenha trocam de posição às vezes, e deve ser isso que torna as coisas, digamos, justas. Como na música: One just escapes, one's left inside the well...
    And he who forgets will be destined to remember...

    ResponderExcluir
  7. triste, mas é verdade :~

    beijos :*

    ResponderExcluir
  8. Anônimo10:46 AM

    Estive aqui algumas vezes, mas sem o compromisso de comentar... Agradeço sua visita ao "PazCelestial". A propósito de seu post, recebe-se amor também... "Se recebe de volta/ Apenas desdém." Um abraço, Aline

    ResponderExcluir
  9. Anônimo10:51 AM

    Outra coisa: tem um poema de Jorge Luis Borges que o considero maravilhoso. Chama-se "Instantes". O final é: "(...) Se pudesse voltar a viver, começaria a andar descalço no início da primavera e seguiria assim até o final do outono. Daria mais voltas no quarteirão, e brincaria com mais crianças, se eu tivesse outra vez a minha vida pela frente. Mas, já viram, tenho 85 anos e sei que estou morrendo." Aline, do "pazcelestial"

    ResponderExcluir
  10. Anônimo3:08 PM

    Porque simplesmente AMAMOS...Amar já é um grande passo.

    ResponderExcluir
  11. Droga! O meu comentário saiu sem nome....rsa...Sou a ex-chuvinha, conhecida como ANÔNIMO...kkkk

    ResponderExcluir
  12. Ando pra lá de sumida. Estou voltando aos poucos. Adorei o poema. Reflete bem a alma humana. Mesquinha... Que a sua semana seja de muita paz. Grande abraço!

    ResponderExcluir